sexta-feira, 29 de junho de 2012

Algumas orientações à família da pessoa com Afasia


  • Converse com o paciente sobre aspectos do dia a dia, como por exemplo, o que será feito no dia, quais atendimentos serão realizados, em que horários, sobre o que deseja comer, se o que esta comendo está bom, sobre programas que estejam assistindo, sobre fatos vividos, como viagens, aniversários, datas marcantes...
  • Ao se comunicar com o paciente, falar de forma clara, pausada, falando uma pessoa de cada vez;
  • Deixar que o paciente fale ou se expresse da maneira como for possível, não o interrompa, seja paciente, tenha calma e compreensão esforçando-se para compreender o que ele deseja dizer e se preciso ajudando-o, mas sem “falar por ele” o tempo todo;
  • Não comentar com outras pessoas sobre as dificuldades de comunicação do paciente na sua presença, isso pode desmotivá-lo a se comunicar;
  • Não chame a atenção para as dificuldades que apresenta (Não consegue isso? Não se lembra? Ah! Mas ele não se lembra nem disso...) 
  • Busque valorizar suas conquistas ainda que pequenas (Você está conseguindo ler e escrever... já está se lembrando disso...);
  • Encoraje o paciente a participar das atividades familiares para que não se sinta isolado do grupo;

Um comentário:

  1. Minha mãe teve AVC há 15 dias e estamos fazendo justamente isso: valorizando cada conquista.
    Ela consegue se lembrar de tudo e participa ativamente das conversas e estamos tentando ficar sempre perto dela estimulando a lembrar daquilo que ainda tem dificuldade.

    ResponderExcluir